Terça, 20 de Outubro de 2020
86 99979-7842
Cultura CULTURA

The New York Times publica poema de Salgado Maranhão em homenagem ao habitante da Amazônia

Maranhão é o poeta brasileiro mais publicado nos EUA; poema tem como título

04/10/2020 11h28 Atualizada há 2 semanas
175
Por: Redação
Salgado Maranhão em Pittsburgh, em outubro de 2018, quando esteve em périplo por universidades americanas apresentando sua obra
Salgado Maranhão em Pittsburgh, em outubro de 2018, quando esteve em périplo por universidades americanas apresentando sua obra

Há alguns dias o jornal The New York Times ligou para a editora americana responsável por lançar obras de um poeta brasileiro nos Estados Unidos. Entrou em contato com Alexis Levitin, o editor, e acertou que o poema intitulado “Índio Velho” seria publicado no caderno de opinião.

Hoje pela manhã o poeta Salgado Maranhão, autor do poema e vencedor do Prêmio Jabuti por duas vezes, a maior premiação literária do Brasil, viu um de seus poemas estampado no jornal mais influente do mundo. 

Salgado Maranhão, maranhense de nascimento, em matéria de poesia é o poeta brasileiro mais publicado nos Estados Unidos, até mais que Carlos Drummond de Andrade, podendo citar os livros “Sol Sanguíneo”, “Pelagem da Tigra”, e “Palávora”, todos traduzidos por Alexis Levitin. Outra obra do poeta deve sair em breve por lá com poemas seus casados com imagens do pintor americano Will Barnet.

O poema é um apelo contra a insanidade daqueles que devastam as florestas “deixando-nas rente ao osso”. Pois “do fogo não brotam flores”. 

Na íntegra: 

“Já nos tiraram o couro 

e o sangue; 

já nos rifaram a terra 

e seus nomes santos 

(deixando-na rente ao osso). Insaciáveis, agora, trocam-nos pelos bois. 

Não, à seiva do agrobusiness! Não, à sorte da agromorte! 

Não ao tablet sem a Taba! 

Geme a flora, 

geme a fauna, 

geme o rio de mercúrio. 

Do fogo não brotam flores. Deixem o que ainda nos resta! 

O que veste o índio é a floresta.”

O editor Alexis Levitin ainda indicou para a editora do periódico The New York Times poema de outro brasileiro, Astrid Cabral, esta amazonense. (Pedro Rodrigues)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 20h46 - Fonte: Climatempo
33°
Alguma nebulosidade

Mín. 24° Máx. 40°

33° Sensação
4 km/h Vento
39% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (21/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 40°

Sol com algumas nuvens
Quinta (22/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 41°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias