Terça, 22 de Setembro de 2020
86 99979-7842
Geral PORTAL AZ

Arimatéia Azevedo permanece em prisão domiciliar, e o que se pergunta é: POR QUÊ?!

Ministério Público entende que jornalista deveria ser liberado da domiciliar

27/08/2020 20h13 Atualizada há 4 semanas
335
Por: Redação
Toni Rodrigues e Arimatéia Azevedo durante entrevista (Foto/Pedro Rodrigues)
Toni Rodrigues e Arimatéia Azevedo durante entrevista (Foto/Pedro Rodrigues)

Já está mais do que na hora de se revogar a prisão do jornalista Arimatéia Azevedo, do portal AZ. Jornalista, mais de 40 anos de profissão, endereço fixo, domicílio profissional conhecido, família constituída. Não tem nada que justifique se manter um profissional da sua envergadura em qualquer forma de aprisionamento, mesmo que domiciliar (no período da pandemia).

A promotora Marlete Cipriano expediu parecer a favor da revogação da prisão preventiva do jornalista. Azevedo é acusado de suposta prática de extorsão contra um médico de Teresina. O médico teria feito uma cirurgia e deixado algo no corpo da paciente. A extorsão seria em torno de R$ 20 mil. A acusação é da Polícia Civil, que diz ter provas. O jornalista nega a acusação de forma peremptória.

Há mais de 70 dias que Arimatéia Azevedo pleiteia a revogação de sua prisão. Ele teve que recorrer ao Superior Tribunal de Justiça para ser mandado para casa. O Tribunal de Justiça do Piauí entendeu que ele deveria ficar preso no sistema prisional do estado apesar das suas muitas, e comprovadas, comorbidades.

O juiz Washington Luís, da 8ª Vara Criminal de Teresina, decidiu não acatar o parecer da promotora de Justiça. Segundo ele, por ter apelado ao STJ, o jornalista tem que aguardar a manifestação da Corte superior. Recentemente, ocorreu episódio envolvendo outro profissional de imprensa, o apresentador de TV Tony Trindade, acusado de prejudicar investigações da Polícia Federal no âmbito da Operação Delivery.

Trata sobre desvios de recursos do Fundeb em União, 53 km de Teresina. O caso de União envolve recursos de mais de R$ 1 milhão. O apresentador/locutor foi colocado em liberdade por alegar comorbidades - diabetes e hipertensão. Arimatéia Azevedo foi preso, denunciado e iniciada a ação penal. Foi preciso que ele batesse à porta do STJ para conseguir o direito à prisão domiciliar. Ainda assim não pode exercer a profissão com a qual garante o sustento próprio e da família.

Tony Trindade já está trabalhando normalmente, pelo menos assim se imagina, na TV Bandeirantes do Piauí, onde apresenta diariamente um programa locado. Aqui não reside nenhum desejo de que ele seja penalizado injustamente ou de que volte para a cadeia, ou de que sua liberação seja convertida em domiciliar. O que nos cumpre é analisar os dois casos e a maneira como os profissionais em questão foram tratados pela Justiça. 

Detalhe: Arimatéia Azevedo já foi internado várias vezes por causa dos graves problemas de saúde do qual é portador. Em suma: o jornalista Arimatéia Azevedo continua preso, mesmo que domiciliar, e sem poder trabalhar. Está privado de exercer sua profissão, por meio da qual, repita-se, ganha o pão de cada dia e de sua família.

O que a sociedade comenta é que haveria dois pesos e duas medidas, apesar de proferidas por autoridades judiciais de competência e jurisdições diferentes. Mas a lei é a mesma para todo mundo. Ou deveria ser. E, nestes casos, o que se observa é o entendimento diverso quanto ao direito de cada um. (Toni Rodrigues)

Leia parecer do MPE/PI

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 11h25 - Fonte: Climatempo
33°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 38°

34° Sensação
11 km/h Vento
44% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (23/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens
Quinta (24/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias