Domingo, 27 de Setembro de 2020
86 99979-7842
Cultura CULTURA

Prédio do antigo INPS deveria abrigar Centro Cultural Banco do Nordeste

Projeto foi anunciado e comemorado; seriam R$ 6,8 milhões e até hoje nada

27/08/2020 06h43 Atualizada há 1 mês
36
Por: Redação
Fachada do prédio na rua David Caldas
Fachada do prédio na rua David Caldas

O prédio do antigo INPS (Instituto Nacional de Previdência Social - hoje INSS) situa-se no cruzamento das ruas David Caldas e Coelho Rodrigues, no centro de Teresina. Está bem em frente à praça João Luiz Ferreira e foi construído em 1947. Ali funcionou, primeiro, a sede do IAPC (Instituto de Assistência e Previdência dos Comerciários).

Pedra fundamental lançada pelo prefeito Durvalino Couto. Passou rápido pela prefeitura. Apenas quatro meses. Grande ajuntamento na solenidade. Povo de todas as partes acorreu para ver de perto a falação das autoridades.

Primeiro prédio de Teresina. Oito andares, um colosso para o morador da época, acostumado a palhoças. Casas de requintes apenas na antiga Estrada Real, recém-batizada de avenida Getúlio Vargas, novos contornos, mas que também ganharia nova denominação, Frei Serafim. O primeiro prédio da capital se ergue majestoso.

Serviços médicos, odontológicos, agendamentos de cirurgias. Foi assim durante quatro décadas. Nos anos 90, entregue para a municipalidade teresinense. Gerenciamento do SUS (Sistema Único de Saúde). Coordenação da Secretaria Municipal de Saúde.

Finalmente, em meados daquela década, volta para a gestão federal e permanece abandonado até os dias de hoje. Palco para usuários de drogas, criminosos de outra espécie. Ladrões adentram suas dependências durante a madrugada e a ocupam completamente nos finais de semana. 

Denúncia de comerciante estabelecido nas imediações. Dali, saltam para prédios vizinhos. Roubam, saqueiam, depredam. Graves prejuízos para quem produz, nenhuma providência das autoridades.

Tudo indica que esteja sob risco. Possível desabamento, estrutura antiga, não conservada. Em 2009, entregue para o governo do estado. O Banco do Nordeste disponibilizou recursos de R$ 6,8 milhões para implantação de um centro cultural.

Artistas aplaudem, governador comemora, solenidade em Karnak. Muita gente presente, a imprensa condescendente noticia com grande estardalhaço. Será um Centro Cultural de primeiro mundo. Nunca passou disso. Apenas a festança, especulação, a derrama de expectativa. Dinheiro muito, que destino teve?!

Depois, foi noticiado que o projeto seria transferido para Parnaíba. Outro Centro Cultural, quem sabe mais barato. Investimento, agora, seria de R$ 4,6 milhões. De novo, a frustração. Somente conversa, somente anúncio e notícia de jornal.

Muitos dizem tratar-se de crônica social. A imprensa que se confunde com o colunismo social. Um jornalista afirma que a imprensa local faz este papel lamentável de passar a mão na cabeça do governo. Não critica, não denuncia, nenhuma cobrança. Somente o anúncio de ações que não se realizam.

O prédio permanece na mesma, possivelmente até em pior situação. No alto, faltam janelas. Quem as teria subtraído? Sobram pichações. Quem teria coragem para tanto? Paredes frágeis, perigo iminente.

INPS velho de guerra, agora velho em todo sentido, a caminho de uma tragédia anunciada. E todos ficam silentes, totalmente passivos diante do que pode acontecer. Indica que a situação do próprio estado é ainda mais lamentável. (Toni Rodrigues)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 07h22 - Fonte: Climatempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 38°

25° Sensação
7 km/h Vento
83% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens
Terça (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias