Sábado, 08 de Agosto de 2020
86 99979-7842
Cidades CERRADO PIAUIENSE

Agricultores estão há quase 20 anos recuperando o mesmo trecho de estrada

Pela rodovia passa mais de 20% do PIB do estado; obra já licitada há pelo menos sete anos

30/07/2020 06h36
100
Por: Redação
Gregory Sanders, Fazenda Progresso, em Sebastião Leal: investimento em Baixa Grande do Ribeiro (Divulgação)
Gregory Sanders, Fazenda Progresso, em Sebastião Leal: investimento em Baixa Grande do Ribeiro (Divulgação)

Assim como esperam a confirmação das previsões de chuva e de produtividade por hectare,  ano após anos, os produtores de grão do cerrado piauiense, mais especificamente da região da Baixa Grande do Ribeiro, a quase 600km de Teresina, sabem que também terão que trabalhar e investir do próprio dinheiro para a recuperação de um trecho de estrada por onde, anos após ano  passa a super safra de soja, milho e algodão do Piauí. 

Trecho fica intrafegável, produtores sofrem as consequências

Seria apenas mais um dos inúmeros trechos de estrada não concluídas no interior do Piauí se este movimento não existisse há quase 20 anos e se por este trecho não passasse mais de 20% do PIB do Estado. Para agravar a situação na PI-392, que liga as cidades de Baixa Grande do Ribeiro, Ribeiro Gonçalves, Bom Jesus e Uruçuí, o trecho de 16 km que todo se ano se transforma num grande gargalo para o produtor é uma obra já licitada há pelo menos sete anos. 

Em 2020, o trabalho de recuperação do trecho já foi feito . “Todo ano a gente vai se ajudando, às vezes tem ajuda de alguma prefeitura, ás vezes não, vai se cotizando e resolvendo os piores problemas, mas a gente sabe que é dinheiro jogado fora, é um dinheiro jogado fora porque é um paliativo quando a chuva chegar acaba levando embora”, explica Karl Milla produtor que está na região há quase 20 anos. 

Maquinário da empresa responsável pela obra na PI-392, mas trabalhos não foram iniciados

Pelo trecho da PI-392, que sempre tem de ser recuperado por eles entre uma safra e outra, são transportados os insumos e também por onde passa um fluxo de 250 caminhões por dia -  segundo dados do próprio Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER-PI). “É uma dificuldade tremenda para os caminhoneiros, eles não sabem quando chega, quando vão conseguir sair, ficam presos na estrada e acontecem acidentes”, afirma o produtor Karl Milla. 

Segundo ele um terço da produção de grãos do cerrado, que em 2020 ultrapassou os 5 milhões de toneladas, passa por esta estrada. Milla lembra que esteve no evento, há 10 anos, no qual o Governo do Estado anunciou a realização da obra.

Recuperação da PI-392 executada pelos produtores com caminhões e recursos próprios

Mesmo com dificuldades investimentos na região continuam

A recuperação do trecho contou este ano com a participação de novos investidores da região. Atuando na região de Uruçuí há muitos anos Gregory Sanders, do projeto Fazendo Progresso, conta que quando o grupo decidiu realizar o plantio na região da Baixa Grande já sabia do problema. O grupo adquiriu nova área em Baixa Grande e decidiu pelo plantio mesmo diante do problema. Gregory, que mora desde 2004 em Sebastião Leal, foi um dos produtores que colocou maquinário a disposição da iniciativa para a recuperação do trecho. 

“Um doa patrola, outro coloca o carro-pipa, outro se dispõem com a comida, o óleo diesel, cada um paga e contribui com o que pode”, explica.  Ele lembra que a situação faz com que o produtor pague a conta da infraestrutura é paga pelo produtor duas vezes quando ele paga pela recuperação da estrada, pelo frete dos insumos que chegam e paga quando a conta daqueles que compram os produtos para retirar das fazendas.

Sede da Fazenda Milla, Karl Milla em Baixa Grande do Ribeiro, investe no Piauí desde 2001

“Todos os insumos e toda e 30% de a produção toda a produção do agro do Piauí passa por esta estrada e ficar do jeito que está a gente termina pagando uma conta muito maior”, acrescenta. 

Gregory conta que apesar da construtora já estar no local da obra mobilizada para o seu inicio os trabalhos ainda não começaram e com medo de ver chegar um próximo período chuvoso com a estrada em péssimas condições os produtores decidiram por mais um ano realizarem por conta própria a recuperação do trecho como medida paliativa. Segundo o produtor a empresa que venceu a licitação que é a Terracom chegou a mobilizar o maquinário para realizar a obra, mas a ordem de serviço não dada. A possibilidade de que os produtores deixem a região apesar das dificuldades também é rechaçada por Karl Milla. 

Segundo a Associação dos Produtores de Soja do Piauí (Aprosoja Piauí) o trecho é de grande importância para o desenvolvimento do setor e a informação que se tem é que a obra já está licitada e foi garantida pelo governador Wellington Dias (PT). (Da Redação)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 11h48 - Fonte: Climatempo
31°
Alguma nebulosidade

Mín. 21° Máx. 35°

31° Sensação
19 km/h Vento
38% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias