Sábado, 08 de Agosto de 2020
86 99979-7842
Política ALIADOS

Na manifestação de petistas e aliados, sobram ataques à Polícia Federal e ao estado de legalidade

Para elementos da base aliada na Assembleia, a ação da PF teria sido determinada pelo presidente Jair Bolsonaro para atingir a oposição nos estados

29/07/2020 16h55 Atualizada há 1 semana
436
Por: Redação
Ziza Carvalho diz que ação foi determinada pelo presidente Bolsonaro (Foto/Divulgação)
Ziza Carvalho diz que ação foi determinada pelo presidente Bolsonaro (Foto/Divulgação)

A Polícia Federal é uma instituição de estado e tem por missão “exercer as atribuições de polícia judiciária e administrativa da União, a fim de contribuir na manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.”

Entre os valores da instituição, anota-se o seguinte: “Comprometer-se com a democracia e com o ordenamento jurídico vigente, sublimando a determinação de defender os interesses vitais da União.”

Porém, para deputados piauienses que integram a base do governo Wellington Dias (PT), a PF é uma organização servil a interesses subalternos e que age de forma abusiva. Em nota, o deputado Franzé Silva (PT), que é líder da bancada governista na Assembleia Legislativa do estado, disse que a Operação Topique III foi “desproporcional e pirotécnica.”

Franzé Silva: PF pratica “abuso e espetáculo”

ABUSO DE PODER DA PF

Conforme sua compreensão, na manhã de segunda-feira (27), ao dar cumprimento aos 12 mandados de busca e apreensão no gabinete da deputada em Brasília, na residência que já foi ocupada pelo governador e na sede da Secretaria de Estado da Educação, no Centro Administrativo, em Teresina, a PF praticou “abuso de poder.”

Franzé Silva reclama que Wellington, Rejane e Vinicius Dias “tiveram as suas residências devassadas, em pleno curso de crise sanitária de extensão inédita na história recente do país, em razão de investigação sobre a qual nunca foi negado acesso a qualquer tipo de informações ou documentos e que remonta ao ano de 2013, período em que a deputada federal Rejane Dias não comandava a pasta.”

O deputado omite que o escândalo tenha iniciado numa prefeitura comandada pelo seu partido, o PT, em Campo Maior, 82 km de Teresina, que na época era governada pelo suplente de deputado Paulo Martins. Elemento pertencente ao mesmo esquema do governador Wellington Dias e que imita o jeito de falar do governador e até os que o dito cujo faz com as mãos.

MPF, CGU E JUSTIÇA FEDERAL

Omite ainda a nota do deputado que a Polícia Federal age ancorada no apoio do Ministério Público Federal e da Controladoria Geral da União, e atendendo a determinação da Justiça Federal. No seu entender, por trás da ação da PF, estaria o governo federal e que a bancada de apoio ao governo no Legislativo piauiense não deveria silenciar. 

O deputado estadual Ziza Carvalho (PT) disse que está muito claro que a PF age por ordem direta do presidente Jair Bolsonaro. Para ele, “é o presidente da República quem está determinando as buscas e apreensões em residências de autoridades da oposição nos estados.”

“O LADO NEGATIVO DA HISTÓRIA”

Para o suplente de deputado Paulo Martins (PT), “em torno dessa operação há pessoas maldosas, como nos meios de comunicação, que divulgam apenas o um lado da história, justamente o lado negativo.” Segundo João de Deus (PT), outro suplente convocado, o governador Wellington Dias é uma pessoa honesta e foi responsável por levar o transporte escolar a todos os municípios do estado.

João de Deus afirmou que “a oposição considera a investigação, que ainda não foi julgada, como fato consumado. Isso é lamentável.”

Nenhum deles falou objetivamente sobre os valores desviados, quem seria o responsável pelos desvios e onde foi parar tamanho volume de recursos que sumiram do erário, cerca de R$ 191 milhões, de acordo com a Polícia Federal, sem contar no grande número de elementos implicados, empresários ligados ao governador e à primeira-dama, além do próprio irmão de Rejane Dias, o radialista Rogério Ribeiro, da rádio Meio Norte FM. Ele teria recebido num único repasse mais de R$ 100 mil em propina.

Observadores da cena política entendem que a manifestação destes parlamentares demonstra que, no caso deles, o medo fala mais alto. Muitos podem ser atingidos diretamente com a operação da PF.

De todo modo, por tudo que se disse entre os aliados, percebe-se que a legalidade, para eles, tem um rumo bem diferente. (Toni Rodrigues)

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 10h45 - Fonte: Climatempo
29°
Alguma nebulosidade

Mín. 21° Máx. 35°

29° Sensação
22 km/h Vento
45% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias