Sábado, 08 de Agosto de 2020
86 99979-7842
Política CESTAS

Às vésperas das eleições, PM distribui alimentos na periferia de Teresina

Cestas estariam sendo distribuídas nos bairros mais pobres da capital como forma de ação solidária da PM/PI, mas há suspeitas de campanha disfarçada

13/07/2020 07h26 Atualizada há 4 semanas
1.241
Por: Redação
PM's entregam cestas na periferia de Teresina
PM's entregam cestas na periferia de Teresina

Morador de Teresina encaminhou questionamento ao nosso site pedindo esclarecimentos sobre uma ação que estaria sendo realizada institucionalmente pela Polícia Militar do Piauí. Policiais militares estariam distribuindo cestas de alimentos na periferia da capital como forma de ajudar os menos favorecidos, que são mais vulneráveis aos problemas econômicos decorrentes do isolamento social.

Com pedido para não ser identificado, o reclamante afirma que tem notícia de que muitos problemas ocorridos na gestão do ex-secretário Fábio Abreu foram denunciados e depois os seus autores foram severamente perseguidos, citando como exemplo o caso de um site de notícias chamado “O Piauiense”, que teria apresentado contestações sobre modus operandi do ex-secretário e seus autores foram perseguidos judicialmente.

 

 

Entrega de alimentos se estende a várias comunidades periféricas e envolvem muitos PM's

NENHUMA AÇÃO PARECIDA

Processos na justiça para tentar intimidar os redatores e autores de denúncias. No presente caso, o morador afirma que nunca tinha visto antes nenhuma ação parecida da PM/PI, especialmente porque Teresina, todo ano, enfrenta problemas com cheias e alagamentos, além daqueles decorrentes do período mais seco, entre os meses de setembro e dezembro, onde a fome é gritante na periferia e zona rural, e mesmo assim a PM/PI não tinha se manifestado neste sentido. Também não se vê ação parecida em outros municípios do Estado onde ocorrem problemas sociais. Já que a PM tem ação em todo o Estado é complicado entender por semelhante ação só se realiza em Teresina.

Sua ideia é de que esteja acontecendo um movimento político-eleitoral em favor de pré-candidatura a prefeito de Teresina por parte do ex-secretário que, apesar de estar licenciado por conta do período eleitoral, exerce, conforme nosso denunciante, uma influência muito grande sobre a corporação. Os integrantes da polícia temem o poder de Fábio Abreu, ainda, por conta de sua ligação com o governador Wellington Dias (PT).

DISPUTARÁ PREFEITURA

Ele será candidato a prefeito com apoio do chefe do Executivo estadual. Fábio Abreu será um dos três candidatos a serem apresentados por Wellington Dias. Além dele, serão candidatos o deputado Fábio Novo (PT) e o ex-deputado José Pessoa Leal, o Dr. Pessoa (MDB), que na campanha de 2018 foi candidato a governador contra Wellington Dias e agora se junta a ele de forma inexplicada.

Na mensagem, o morador da capital afirma o seguinte: “... quando foi que isso aconteceu? já tivemos aqui em teresina enchente, seca, casas alagadas, invadidas pelas chuvas, o rio transbordando e milhares de pessoas desabrigadas, de repente nunca vi isso acontecer, embora seja ainda muito jovem, mas preciso entender o porquê, se tem a ver com uma nova postura da pm da respeito aos pobres, aos favelizados, aos negros; ou se tudo não passa de política, de campanha eleitoral...”

Fica, portanto, o questionamento apresentado às autoridades da Polícia Militar do Piauí, especialmente ao atual comandante, coronel Lindomar Castilho, e a todos aqueles que foram mencionados na matéria. Caso queiram, o espaço está à disposição para os esclarecimentos necessários. (Toni Rodrigues)

 

Oficiais e líderes desconhecem ação institucional da PM

Nossa reportagem procurou informações sobre a distribuição de cestas e apresentou alguns questionamentos para autoridades, lideranças comunitárias e Setor de Comunicação Social da Polícia Militar. Na PM/PI, conversamos primeiro com uma cabo que atua na região do Vale do Gavião.

Ela nos disse desconhecer uma ação institucionalizada da PM para entregar cestas na periferia. Disse também que a disrtibuição pode estar sendo por iniciativa dos policiais. "Eles arcariam com a aquisição através de cotização e em seguida fariam a entrega aos carentes", disse a cabo Livia.

"Mas que eu saiba não existe nada que tenha partido da própria PM, do comando, da polícia como instituição", completou ela.

Falamos ainda com o representante da CUFA (Central Única das Favelas) no Piauí. Gil BV nos informou que a entidade mantém entrega regular de cestas de alimentos a partir de doações de empresários e outros segmentos da sociedade.

Mas não possui nenhuma parceria com a Polícia Militar para fazer essa entrega. E muito menos tem conhecimento de que a PM/PI esteja fazendo entrega de cestas. "Deve ser uma ação isolada", declarou.

A coronel Elza Rodrigues, da PM, disse que não existe uma ação da Polícia Militar, no entanto "temos doações voluntários de policiais militares. Quando fazem as doações e me enviam são publicadas no site da PMPI. Também alguns batalhões se organizam e fazem doações." (TR)

 

oficial entende que entrega de cestas pode ser ação partidarizada

Um oficial da PM nos garante que não existe distribuição a partir do Comando e considera estranho que isso esteja sendo feito como cotização dos policiais porque eles próprios enfrentam dificuldades.

"Achei estranha esta atividade, pois não tem a origem dos recursos. Os próprios PMs são necessitados de cestas básicas", disse o oficial.

Nossa fonte nos disse ainda que "a Polícia Militar, de certa época para cá, tem sido usada político-partidariamente, o que tem contribuído para a piora de seu conceito junto à opinião pública."

"Os PMs, depois de eleitos em cargos políticos, têm contribuído sobremaneira nesse aspecto e eles exercem força sobre o Cmt Geral que é indicado com a participação deles", comentou.

Enquanto isto, a Corporação está, há anos, deficitária em efetivo, armamento, equipamento, viatura, comunicação e até disciplina, sem que se vislumbre solução para esse estado grave.

"Então, no caso concreto da distribuição de cestas, eu presumo ser ação desses políticos inescrupulosos, usando indevidamente a Corporação. Oficiais a quem indaguei, não quiseram opinar sobre esse caso", concluiu. (TR)

 

Cestas doadas pelo major Audivan

Em vídeo distribuído na internet, um jovem aparece nitidamente numa comunidade periférica de Teresina entregando uma cesta de alimentos a um casal identificado como Jorge e Carmelita.

No vídeo, aparece apenas o homem que segura uma cesta provavelmente na porta de casa, instante em que o narrador afirma que está diante naquele local para entregar uma cesta de alimentos que foi doada pelo major Audivan, da PM/PI.

Ele afirma: "estamos aqui para entregar essa cesta que foi doada com muito carinho pelo major Audivan. E desejamos que esses alimentos ajudem amenizar essa situação difícil provocada nesse período da pandemia."

O beneficiário agradece, o jovem coloca a mão direita sobre seu ombro esquerdo. Os dois estão usando máscaras.

O mesmo rapaz que entrega a cesta ao senhor Jorge aparece em outro vídeo entregando outra cesta de alimentos para uma mulher identificada como Cleane e que seria residente na zona sul de Teresina.

"Agradecemos ao trabalho do major Audivan em nos doar essa cesta de alimento aqui para a Cleane e esperamos contar para sempre com seu apoio aqui na zona sul", afirma.

Consta que major Audivan seria pré-candidato a vereador de Teresina. Não conseguimos contato com o mesmo. Mas o espaço está aberto, caso queira, para esclarecimentos.

A entrega de alimentos por candidatos ou pré-candidatos constitui crime eleitoral que pode resultar em cassação de registro. No caso, ainda a ser efetivado. (TR)

 

Segue, abaixo, a mensagem recebida pelo site:

“Meu caro Toni Rodrigues, tive informação de que a polícia militar está distribuindo cestas de alimentos na periferia de Teresina, inclusive tive acesso a muitas fotos que devem estar sendo compartilhadas nas redes sociais, imagino eu, porque mostram policiais sorridentes nas casas de pessoas pobres e famintas, entregando cestas de alimentos para essas pessoas, num gesto que deveria ser de humanidade, mas que nessa altura do campeonato me parece muito com campanha política antecipada, isso porque a gente sabe que o ex-secretário de segurança, senhor Fábio A. pretende ser candidato prefeito da capital, isso me parece ato de muita perversidade e até pode ser entendido como compra de voto se a gente tivesse autoridades interessadas em combater a corrupção eleitoral, peço que dê uma olhadinha nesse caso e, se possível, coloque no ar para que a gente tenha uma explicação da autoridade competente. a polícia militar já fez isso antes, quando foi que isso aconteceu? já tivemos aqui em teresina enchente, seca, casas alagadas, invadidas pelas chuvas, o rio transbordando e milhares de pessoas desabrigadas, de repente nunca vi isso acontecer, embora seja ainda muito jovem, mas preciso entender o porquê, se tem a ver com uma nova postura da pm da respeito aos pobres, aos favelizados, aos negros; ou se tudo não passa de política, de campanha eleitoral, uma atitude que, se confirmada, é sinceramente muito asquerosa; penso até que poderia ser uma fake news, mas existem fotos que estou enviando em anexo, exatamente para uma verificação junto aos setores competentes, sou pequeno, não seria atendido e nem ouvido... no aguardo de sua manifestação, atenciosamente.........”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 00h07 - Fonte: Climatempo
27°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 35°

27° Sensação
11 km/h Vento
51% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias