Sábado, 08 de Agosto de 2020
86 99979-7842
Política SEDUC

Ao afastar Luciano Nunes, TCE/PI também aprovou contas de Rejane Dias

O conselheiro foi afastado porque foi considerado suspeito em processos que envolvem o governador Wellington Dias

10/07/2020 09h33 Atualizada há 4 semanas
2.115
Por: Redação
Deputada Rejane Dias, ex-secretária de Educação: contas aprovadas
Deputada Rejane Dias, ex-secretária de Educação: contas aprovadas

Na mesma sessão em que foi afastado o conselheiro Luciano Nunes, o TCE/PI (Tribunal de Contas do Estado) aprovou as prestações de contas da deputada federal e ex-secretária estadual de Educação, Rejane Dias (PT), relativas ao exercício de 2016.

O período é considerado crítico para a administração dos recursos da educação piauiense porque foi neste período que começaram a surgir as primeiras denúncias de irregularidades com aplicação de recursos do transporte escolar e que mais tarde resultaram na Operação Topique, da Polícia Federal, a partir de manifestação do Ministério Público Federal.

Pode-se dizer que aquele foi um ano embrionário para a corrupção investigada pela PF através da Operação Topique na Seduc/PI. Segundo informações do MPF, cerca de R$ 130 milhões teriam sido desviados dos cofres públicos a partir de então, com participação da empresa LC Veículos, pertencente a Luiz Carlos Magno da Silva, que foi preso por algum tempo e depois pagou fiança no valor de R$ 1,8 milhão.

Luiz Carlos era assessor especial da Secretaria de Educação no período de Antonio José Medeiros (2003/2006), sendo que dali por diante passou a atuar como empresário e locando veículos para a estrutura educacional do Estado.

São denunciados, além da primeira-dama, o advogado Helder Jacobina, que foi secretário logo depois de Rejane, e o tenente coronel Ronald Moura, que exercia função de chefia durante a gestão de Rejane Dias. Era considerado o verdadeiro mandarim da Educação estadual.

Mais tarde foram identificados desvios da ordem de R$ 100 mil em recursos da merenda escolar e estão sendo investigados desvios de aproximadamente R$ 51 milhão através da Operação Satélites, na qual foi conduzido coercitivamente, em setembro passado, o coronel Ronald Moura, além da apreensão de equipamentos de informática e documentos na Seduc e Palácio de Karnak.

Todas essas irregularidades são alvo de processos que correm na Justiça Federal e fala-se até em delação premiada do tenente coronel, que galgou promoções na Polícia Militar do Piauí graças ao seu entrosamento com a primeira-dama Rejane Dias e com o governador Wellington Dias.

Os acusados negam, mas a ação prossegue. O TCE/PI assume uma posição de grande risco para a Corte diante do grande número de escândalos que envolve o casal govermental e a gestão de Rejane na educação do Estado. (Toni Rodrigues)

3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 00h29 - Fonte: Climatempo
26°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 35°

27° Sensação
7 km/h Vento
58% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Segunda (10/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias