POLÍTICA

Marden votou contra "refis da impunidade" aprovado pela Assembleia

Projeto de João Mádison teve votos contrários de Marden Menezes e Teresa Britto; beneficia gestores irregulares

17/06/2020 08h30
Por: Redação
22
Marden ao participar de videoconferência com outros parlamentares
Marden ao participar de videoconferência com outros parlamentares

O deputado Marden Menezes (PSDB) informou ter votado contra o projeto que estabelece redução nos valores de multas para gestores públicos municipais e estaduais condenados por irregularidades na aplicação de verbas do erário.

O projeto é de autoria do deputado João Mádison e contou com votos contrários apenas de Marden e Teresa Britto (PV), ao contrário do que o site havia informado, de que apenas Teresa Britto teria votado contra a medida.

A nova lei vai agora para sanção (ou veto) do governador Wellington Dias (PT). A medida está sendo chamada de "refis da impunidade". Com ela, prefeitos que foram multados pelo TCE/PI podem reduzir suas multas aplicadas até 31 de maio deste ano em até 80%.

Diante disso, uma multa de R$ 5 mil pode ficar por apenas R$ 1 mil. O autor explica que alguns ex-prefeitos estão falidos e a medida ajuda tanto a eles quanto ao estado, porque tem a possibilidade real de arrecadação. Marden Menezes disse que seu voto havia sido computado erroneamente e que pediu a retificação da Mesa, no que foi prontamente atendido. (TR)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias