PORTAL AZ

A verdadeira história por trás da prisão do jornalista Arimatéia Azevedo

Jornalista foi preso na manhã desta sexta-feira, 12/06/, em sua residência no bairro Todos os Santos, em Teresina-PI

12/06/2020 17h47Atualizado há 3 semanas
Por: Redação
4.479
Arimatéia, levado pela Greco
Arimatéia, levado pela Greco

Preso o jornalista Arimatéia Azevedo. Foi ele quem denunciou a existência do crime organizado no Piauí, em 1987. Comandado pelo oficial da PM/PI, José Viriato Correia Lima, hoje na cadeia.

Na época, apresentava programa na Rádio Difusora de Teresina, juntamente com Zózimo Tavares e Chico Leal. Ameaçado de morte. Por causa disso, tinha que fazer programa por telefone como se estivesse falando diretamente de Brasília.

Estava, na verdade, em Teresina. Mas apurava tudo de modo tão rigoroso que noticiava até a temperatura predominante na capital federal no momento de sua fala.

Anos 90. Sua residência é alvo de atentado atribuído ao grupo de Correia Lima. Seu cachorro teve a perna atingida pelos disparos. Era o auge do combate ao crime organizado. 

Arimatéia Azevedo vinha sendo ameaçado com intensidade nunca vista. Outros jornalistas também. Efrém Ribeiro chegou a ser espancado numa churrascaria de Teresina. Raimundo Xavier o mataria, não fosse a intervenção dos garçons.

Arimatéia Azevedo denuncia os desmandos. Mais recentemente, na política, na polícia. Agressões contra detentos no sistema prisional do estado, parlamentares que desviam recursos da sociedade. Elementos que deveriam proteger a sociedade se voltam contra a própria. 

Agora, contra ele, e para tentar justificar sua prisão, dentre outras, diz-se que teria fraudado situação fiscal do Portal AZ para receber dinheiro do governo do estado. Que teria extorquido um médico da capital.

FIGURAS INTOCÁVEIS

Alguns médicos são figuras intocáveis. O nome do jornalista pode ser divulgado, pode ser criminalizada a imprensa. O jornalista pode ser chamado de chantagista. Somente ele?! Não esqueçamos do professor Francisco Barreto, a quem também se acusa.

Tudo divulgado, sem detalhes, mas com estardalhaço. O Greco é um grupo forte da polícia. Tem muito poder contra o crime. Mas, e os conflitos de terras na região sul? E os escândalos de corrupção no próprio governo do estado? O inquérito das Fake News, ano passado, envolvendo secretário, certos comunicadores metidos com vigarice ad perpetuam.

O jornalista pode ter seu nome divulgado, arrastado na lama, criminalizada a ação da imprensa, inclusive com discurso na televisão de um obeso pseudo apresentador, capaz de tudo para adular os seus pseudo empregadores, não se investiga a origem de tais pagamentos, quem banca o "departamento de jornalismo" de certas emissoras na capital.

Mas o médico, não. Tem que ficar em sigilo. Tem que ser protegida sua identidade. Ele estaria sendo denunciado, segundo Arimatéia Azevedo, impedido pela justiça de prestar maiores esclarecimentos aos seus leitores. Um ato contra a imprensa será sempre um ato contra a sociedade. Porque a imprensa, a imprensa verdadeira, será sempre olhos e ouvidos do cidadão.

ELEMENTO PARA SER ATACADO

Infelizmente, no Piauí, jornalista nunca foi mais do que isso - alguém para ser atacado. Elemento em quem se atira pedras toda vez que eles precisam desviar a atenção dos seus atos infames. E as denúncias de Arimatéia Azevedo? Por que não vêm sendo investidas? E as denúncias dos jornalistas de verdade? Por que nada se diz sobre elas?

Apenas três jornalistas apresentamos solidariedade ao companheiro de trabalho. Não apenas por causa dele. Mas por causa da liberdade de imprensa que está sendo agredida. Fomos este que vos escreve e os colegas Zózimo Tavares, atual presidente da Academia Piauiense de Letras, e Rômulo Rocha, do portal 180 Graus. Onde iremos parar? (Toni Rodrigues)

Veja outras matérias sobre o caso:

PORTAL AZ AQUI

180 GRAUS AQUI

ABAIXO, VÍDEO NO CANAL TONI RODRIGUES ALÉM DA NOTÍCIA:

5comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias