CORONAVÍRUS

Desobediência ao rodízio pode gerar multa de R$ 195

Em Teresina, a partir de 2 de junho, veículos terão que obedecer ao novo sistema determinado pela prefeitura

31/05/2020 08h01
Por: Redação
44
Avenida Miguel Rosa, próximo ao cruzamento com Joaquim Ribeiro
Avenida Miguel Rosa, próximo ao cruzamento com Joaquim Ribeiro

RODÍZIO EM TERESINA, ÁREAS ALCANÇADAS — A prefeitura de Teresina vai implementar rodízio nas ruas e avenidas da capital a partir de 2 de junho, terça-feira próxima, como medida de combate ao coronavírus na capital. O prefeito Firmino Filho (PSDB) entende que a providência é necessária porque houve aumento muito grande da circulação de veículos nos últimos dias nas áreas a serem atingidas.

Neste primeiro momento, o rodízio será feito na região delimitada pelas avenidas Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão. Todas as ruas e avenidas que estiverem nesse perímetro serão afetadas. É justamente a área do centro comercial. Há muitos veículos circulando nestes lugares apesar do decreto de fechamento de atividades comerciais e serviços não essenciais.

No mapa acima, se vê área a ser alcançada pelo rodízio na capital piauiense (Foto/Maps)

PLACAS E DIAS DE CIRCULAÇÃO — Nos dias de segunda, quarta e sexta-feira poderão circular os carros cujas placas terminam em 0, 2, 4, 6 e 8. Já na terça, quinta e sábado poderão rodar os carros de final 1, 3, 5, 7 e 9. No domingo todos ficam desobrigados de cumprir a determinação. O rodízio deverá valer até posterior deliberação da municipalidade. 

HAVERÁ PRAZO EDUCATIVO — Os dois primeiros dias, ou seja, dias 2 e 3, será feito um trabalho educativo. Os que desobedecerem a medida poderão ser multados em R$ 195,23. A fiscalização será feita pelos agentes da Strans e por câmeras de videomonitoramento. Estão dispensados do rodízio mototáxis, táxis, carros de aplicativos, além de carros de bombeiros e policiamento.

Weldon Bandeira, titular da Strans, disse que em abril houve redução de 50% na circulação de veículos. Porém, os índices atuais preocupam e sugerem medidas mais rigorosas. Autoridades preveem para a segunda quinzena de junho a liberação gradual das atividades. (TR)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias