INVESTIGAÇÃO

Entenda processo que pede cassação do prefeito de Coivaras

Maioria dos vereadores aprovou pedido formulado por um morador do município que aponta irregularidades com recursos do Fundeb

28/05/2020 18h04Atualizado há 1 mês
Por: Redação
39
Na foto, Marcelo aparece ao lado da ex-prefeita Edimê (Foto: Divulgação)
Na foto, Marcelo aparece ao lado da ex-prefeita Edimê (Foto: Divulgação)

MAIORIA DOS VEREADORES CONTRA PREFEITO — O prefeito de Coivaras, Marcelino Almeida, do PT, está sob processo de investigação que pode resultar na sua cassação. Quer dizer, onde tem PT tem irregualaridade, tem algum tipo de corrupção sendo praticada. O pedido partiu do morador Cascimiro Dias Liarte Neto. Alega improbidade administrativa. Práticas irregulares por parte do chefe do Executivo. O requerimento foi lido na sessão do dia 22/05 e aprovado por seis dos nove vereadores. Votaram a favor: Erasmo Freire (Biló), Arcangela Cristina, José Pereira, Vera Lucia, Lucia Hidd e Carlos Alberto. Contra: Solange Inácio, Josias Candido e Aurélio.

DENUNCIANTE GARANTE “CASO É SÉRIO” — O denunciante garante. O caso é sério. Prefeito teria utilizado indevidamente verbas públicas. A Câmara investiga se houve desvio de fato ou desvio de finalidade. As denúncias tratam principalmente sobre recursos do Fundeb e pagamento indevido de salários com fontes diferenciadas. Montante não foi divulgado. Prefeito ao se manifestar para interlocutores disse que se trata de uma ação meramente eleitoreira. Ele entende que o problema está relacionado ao ano eleitoral. 

PREFEITO RECEBE NOTIFICAÇÃO — Marcelino Almeida é ligado ao deputado federal Assis Carvalho, um dos políticos mais próximos do governador Wellington Dias. A própria eleição de Almeida foi estranha por demais. Ele não tem raízes políticas em Coivaras. Diz-se que alguns anos atrás ele teria adquirido uma propriedade, que usava para passeios esporádicos nos finais de semana. Esses passeios, principalmente de lazer, ficaram mais intensos com a aproximação do ano eleitoral 2016. E então ele desponta como candidato favorito apoiado pela então prefeita Edimê e contando com amparo logístico do grupo de Assis Carvalho. 

COMENTÁRIOS SOBRE INTERVENÇÃO DE ASSIS — Um vereador disse que os populares têm como certa a cassação do prefeito mediante o grande número de denúncias apresentadas. Carlos Alberto falou a moradores durante a sessão que a Câmara notifica o prefeito, ele tem um prazo para apresentar sua defesa. Todo o material será analisado e posteriormente votado. Os parlamentares terão que votar de acordo com a realidade dos fatos. É um julgamento político, mas não pode haver adulteração dos fatos para prejudicar ou beneficiar o prefeito. A tendência, de acordo com outro parlamentar, é que Marcelino seja cassado. Ele pode recorrer à justiça e conseguir inclusive suspender a investigação em andamento. Mas pode também, ao depois, anular os efeitos de alguma decisão contrária da Câmara. (Toni Rodrigues)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias